Pesquisar neste blog

terça-feira, 8 de abril de 2008

Pérolas da medicina

Segue abaixo algumas pérolas da medicina, relatadas no livro “A Medicina na voz do povo”, de Carlos Barreira da Costa.

“A minha expectoração é limpa, assim branquinha, parece com sua licença espermatozóides.”

“Isto deu-me de ter metido a cabeça no frigorífico. Um mês depois fui ao Hospital e disseram-me que tinha bolhas de ar no ouvido.”

“Ouço mal, vejo mal, tenho a mente descaída.”

“Tenho a língua cheia de Áfricas.”

“Na voz sinto aquilo tudo embuzinado.”

“Tenho esta comichão na perseguida porque o meu marido tem uma infecção na ponta da natureza.”

“Fazem aqui o Papa Micau (Papanicolau)?”

“Apareceu-me uma ferida, não sei se de infecção se de uma foda mal dada.”

“Quando estou de pau feito… a puta verga.”

“Já tenho os ossos desclassificados (ao invés de descalcificados)”.

“Fujo dos antibióticos por causa do estômago. Prefiro remédios caseiros, a aguardente queimada faz-me muito bem.” (desculpa do bêbado)

“Fui operado no pânquecas.”

“Tenho pedra na basílica.”

“O meu filho foi operado no pence (apêndice) mas não lhe puseram os trenos (drenos), encheu o pipo e teve que pôr o soma (sonda).”

“Na minha opinião sinto-me com melhores sintomas.”

“Ó Senhor Doutor, e eu posso tomar estes comprimidos com a menstruação? Ao que o médico responde: “Claro que pode. Mas se os tomar, com água é capaz de ser melhor idéia.”

PS: Isso porque o escritor aí não conhece as histórias de médicos de Miracema. Imaginem o que poderia entrar aqui...